Publicado em Estudos Bíblicos

Até onde vai a intimidade entre namorados?


É comum que um casal de namorados concorde com qualquer conceito que favorece o relacionamento deles. Mas, se algo dificulta usufruir do grande amor que um tem pelo outro, então isso não é bem-vindo, mesmo que venha da Bíblia e de Deus. Os apaixonados são cúmplices, se entendem muito bem e acham que ninguém é capaz de compreender a dimensão do amor que têm.

Alguns casais acham que ter relações sexuais no namoro, é um meio de se conhecerem melhor e provarem o amor mútuo, mesmo que esse seja um argumento simplista demais. Pelo fato de namorarem a alguns meses, acham que “se conhecem muito bem”. Muitos quando começam o namoro, não concordam com isso, mas, como “o amor é cego”, com o tempo esse pensamento cai por terra. Os anticoncepcionais facilitam essa prática.

Quando o casal está de acordo, essa aventura se concretiza facilmente. Porém, o que muitos não sabem é que na hora mais esperada as coisas não acontecem como imaginadas. A falta de experiência, o sentimento de culpa, o medo de serem descobertos e a necessidade de manterem o fato escondido, se torna um tormento e não um prazer. Sem falar na possibilidade de uma gravidez indesejada e possíveis doenças sexualmente transmissíveis. E aí, aquilo que poderia ser um prazer, pode se tornar um terror que poderá permanecer por toda a vida, pois a consciência é a única namorada da qual jamais poderemos nos livrar. Quanto à falta de experiência, ninguém precisa treinar para isso, ela acontece naturalmente no casamento. Os órgãos genitais não se atrofiam e facilmente se ajustam, pois são feitos de músculos.

A chamada “prova de amor” com o sexo antes do casamento, é exatamente falta de amor. A Bíblia diz que “o amor não pratica o mal contra o próximo” (Rm 13.10). E o sexo no namoro é um mal a si e ao próximo, pelas razões já citadas e tantas outras. A desconfiança paira na relação. Se ele e ela não foram capazes de esperar até o casamento, poderão suportar um caso dentro casamento? Se não foram capazes de dizer “não” antes do casamento, qual será a resistência para não dizerem um outro “sim” fora do casamento? Que modelo darão aos filhos ao ensinarem os bons princípios de conduta nessa área? É claro que Deus perdoa esse pecado, mas a cicatriz fica.

A intimidade do casal deve ser no coração, não nos órgãos genitais com carícias e relações sexuais. Um casal de namorados que não desenvolve uma verdadeira amizade, se torna mais vulnerável, mesmo depois do casamento. O calor da paixão na adolescência é pouco consistente como prova para os anos seguintes. Essa é uma fase de mudanças rápidas no corpo e nas emoções. Sabe-se que um adolescente pode se apaixonar em média até cinco vezes antes de completar vinte anos. Cada um deve se guardar para aquela pessoa com a qual se viverá por toda a vida depois do casamento.

Volto a citar os anticoncepcionais, para dizer que eles não fazem bem para uma menina adolescente. Por impedir a ovulação, eles alteram o ciclo menstrual, podendo até provocar esterilidade. Se o uso de pílulas acontecer por muito tempo, a moça poderá ter sua menstruação completamente interrompida, exigindo um complexo tratamento posterior. Em nome do amor paixão, não compensa abusar do próprio corpo com pílulas e práticas sexuais com uma pessoa que você não tem aliança com ela. A satisfação de alguns minutos não podem superar a tortura de dias, meses e anos pela frente. Por mais que se queira negar, é impossível viver em paz no pecado.
As implicações das intimidades físicas no namoro são muito abrangentes. Os pais não concordam e sofrem com elas na vida de seus filhos. Que amor é esse que provoca lágrimas quentes no rosto de uma mãe e de um pai com uma filha que perdeu a virgindade com o namorado, ou com uma gravidez inesperada? Que pai ou mãe se orgulha de ter um filho com fama de garanhão? Quem gostaria de conviver com lembranças indesejadas quando na cama com seu cônjuge e lembrar de outras relações sexuais com uma pessoa que faz parte do passado?

Enquanto escrevo esta página, estou completando 29 anos de namoro com minha esposa. Ela foi minha primeira namorada e eu fui seu primeiro namorado. Éramos adolescentes quando começamos o namoro, sem experiências e muitas instruções, mas Deus nos preservou maravilhosamente com sua graça. Eu tenho dito que não temeria mostrar literalmente o filme de nosso namoro para ninguém. É verdade que tivemos nossos momentos quentes de emoções fortes, mas nada que nos comprometesse à luz dos padrões de Deus revelados em sua Palavra, a Bíblia. O que nos ajudou a ter um namoro positivo, foi o nosso compromisso com Deus e o seu Reino. Sempre fomos envolvidos com a obra do Senhor, líamos a Bíblia e orávamos juntos. Isso certamente fez a diferença.

Estou escrevendo sobre a intimidade dos namorados, mas não posso deixar de mencionar a importância da intimidade dos pais com seus filhos. Não tenho dúvidas em afirmar que muitos namoros indecorosos são reflexos de filhos carentes de afeto e amor por parte de seus pais. Todos nós temos uma espécie de balão emocional. Os pais são os primeiros responsáveis em manter esse balão cheio na vida de seus filhos. Isso acontece na vida comum do lar, com palavras, ações e reações. Quando a criança cresce e chega à adolescência com esse balão vazio, ela se torna presa fácil em uma paquera e pouco se faz necessário para ela se entregar incondicionalmente a alguém, devido o vazio que precisa ser preenchido. Antes de qualquer outra coisa, o jovem quer amizade, afeto, respeito, carinho. Quando ele tem isso, muitas vezes não acontece a intimidade física no namoro. Ela é reservada para o casamento.

A intimidade física no namoro não compensa. O que é feito em nome do amor, tantas vezes acaba com a auto-estima. Muitas moças engordam muito na adolescência com o uso de anticoncepcionais. Isso sem falar em muitos gastos na tentativa de superar as conseqüências de uma decisão sem sabedoria. Ninguém terá uma vida sexual saudável fora do casamento. Deus estabeleceu isso e ninguém será capaz de mudar. Quando tentamos quebrar as leis, na verdade estamos quebrando a nós mesmos.

Acima de tudo, a intimidade do casal deve ser com Deus. A Bíblia diz: “O SENHOR confia os seus segredos aos que o temem, e os leva a conhecer a sua aliança” (Sl 25.14). E mais: “Deleite-se no SENHOR, e ele atenderá aos desejos do seu coração. Entregue o seu caminho ao SENHOR; confie nele, e ele agirá” (Sl 37.4-5). Deus deve ser o centro de um namoro abençoado. Se ele for colocado em primeiro lugar, o casal terá toda a direção, sabedoria e equilíbrio para lidar bem com todas as situações. O prazer da comunhão com Deus nunca pode ser subestimado pelo prazer da intimidade no namoro. Se assim for feito não será Deus que atenderá os desejos do nosso coração, mas nós mesmos satisfazendo os desejos carnais, egoístas e contrários à vontade de Deus, o que só trará tristezas, mesmo que precedidas de efêmeras alegrias. Quem tem intimidade com Deus, tem intimidade certa, na hora certa, com a pessoa certa devidamente. Não devemos nos amoldar ao padrão de namoro deste mundo, mas nos mantermos firmes na Palavra de Deus, renovando a mente com tudo o que for verdadeiro, nobre, correto, puro, amável, de boa fama, e tudo o mais que for excelente e digno de louvor (Rm 12.2; Fp 4.8).

Publicado em Estudos Bíblicos

Deus deseja que você viva uma “Pureza Sexual”. Sexo não é pecado!


O JOVEM CRISTÃO E A MASTURBAÇÃO

Publicado em 1/27/2003, JesusSite

por JERRY WHITE 

Vivemos em uma era de liberdade de expressão e de um estilo “livre” de vida. Hoje vemos nos filmes, nas novelas, nas músicas, nas danças, nas roupas da moda, etc., uma comercialização do sexo. Em Gênesis 1:28, Deus disse ao homem: “E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra”, ou seja, o sexo tinha uma função procriativa e fez Deus uma mulher idônea para Adão para que, dela, ele desfrutasse e, com ela, enchesse a terra (Gn 2:18).

Hoje em dia o sexo está tão banalizado que não há mais aquela expectativa dos noivos em se descobrirem aos poucos, em maravilharem-se um com o outro vivendo uma novidade maravilhosa de um toque, de uma fragrância, de surpresas que fortalecem o casamento e o amor. Com tamanha sobrecarga de “normal” (sexo antes do casamento é normal, homossexualismo é normal, filhos drogados é normal, você tem que aceitar…), porque não devemos ensinar nossos filhos a se masturbarem? Não é normal?

Vamos falar de áreas cinzentas da moralidade

Ao considerar as questões sexuais que não estão especificamente relacionadas na Escritura, tenha em mente certas experiências pré-sexuais que conduzem facilmente à lascívia ou à luxúria.

Nossos pensamentos

A batalha pela pureza sexual sempre começa na mente. Aquilo em que pensamos constantemente, acabamos fazendo. Enchemos nossa mente com o bem ou o mal, o puro ou o impuro, o certo ou o errado. Muitos crentes tentam abrigar ambas as tendências em seus pensamentos.

O pecado sexual declarado é concebido na mente, desenvolvido em várias experiências pré-sexuais, e finalmente torna-se realidade, quando a oportunidade aparece. Não somente a imoralidade resultante é pecado – os pensamentos impuros também são pecados. As palavras de Jesus, no Sermão da Montanha, são freqüentemente citadas a este respeito: “Ouvistes o que foi dito: Não adulterarás. Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mt 5:27,28). Não se confunda, a ponto de dizer: “Visto que já pequei em meu coração, posso também pecar com o corpo”. Estes pecados não são os mesmos! Um é o pecado da mente, e em pensamento apenas uma pessoa peca. O outro é um pecado da mente e do corpo, e, com o corpo, duas pessoas pecam. Na mente, não há união física. Com o corpo, os dois chegam a se conhecer um ao outro de maneira irreversível. Note que, em Mt 5:28, Jesus menciona não apenas olhar, mas olhar para cobiçar. Isto implica um desejo ativo, imaginando uma união ou contato sexual.

Paulo diz que o crente de espírito controlado, na batalha espiritual, está “levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo” (II Co 10:5). E Pedro diz: “Cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios… não vos conformeis às concupscências que antes tínheis na vossa ignorância” (I Pe 1:13,14). Não podemos impedir todo pensamento impuro de entrar na mente, porém somos realmente capazes de controlar os pensamentos que permanecem e se desenvolvem.

Nossos olhos

O que nossos olhos vêem e lêem produz e controla a maior parte de nossos pensamentos. As Escrituras ensinam que os olhos são a “candeia do corpo” (Mt 6:22,23) e que se os “olhos forem maus”, o corpo “será tenebroso”. Esta verdade descreve mais do que um fato físico. Refere-se ao que os olhos deixam entrar na mente.

O apóstolo João adverte contra a “concupiscência dos olhos” (I Jo 2:16). Salomão escreveu: “Dirijam-se os teus olhos para a frente e olhem as tuas pálpebras diretamente diante de ti. Pondera a vereda de teus pés, e serão seguros todos os teus caminhos” (Pv 4:25,26). Salomão também diz: “Filho meu, dá-me o teu coração; e deleitem-se os teus olhos nos meus caminhos. Porque cova profunda é a prostituta; e o poço estreito é a aventureira” (Pv 23:26,27).

Devemos nos afastar da pornografia que vem sendo despejada em nosso caminho, lembre-se: “os olhos são a candeia do corpo”. Se você não resiste à tentação, não olhe. Você não pode ser tentado a se masturbar se estiver lendo passagens da Bíblia.

Masturbação é pecado? A maioria dos não-crentes e também muitos crentes crêem que a masturbação não apresenta nenhum problema. Certamente, não acham que é pecado e que só constitui um problema quando é uma obsessão e um substituto psicológico total para as relações sexuais normais.

Masturbação é pecado?

A maioria dos não-crentes e também muitos crentes crêem que a masturbação não apresenta nenhum problema. Certamente, não acham que é pecado e que só constitui um problema quando é uma obsessão e um substituto psicológico total para as relações sexuais normais.

A muitos mitos sobre a masturbação, em escritos católicos e protestantes antigos, a este respeito. Alguns destes mitos são que a masturbação causa danos físicos, que destruirá a habilidade sexual no casamento ou que causará distúrbios emocionais. Estes mitos eram basicamente táticas para amedrontar e tinham pouca base em fatos.

Não há passagem específica na Escritura que fale diretamente da questão da masturbação. Há quem chame a atenção para Gn 38:8-10 e I Co 6:9-10. Concordo com o escritor Herbert J. Miles, que estas passagens não falam de masturbação.

Mesmo assim, a Bíblia fornece orientações que lhe permitirão decidir se a masturbação é pecado ou não. Reflita sobre as seguintes observações:

1. Vejamos à definição de lascívia e luxúria: “Gratificação dos sentidos u indulgência para com o apetite; dedicado aos ou preocupado com os sentidos” e “desejo sexual intenso”. A masturbação encaixa-se definitivamente nestas definições (veja Gl 5:19). Pode-se praticar a masturbação sem lascívia ou luxúria?

2. O teste seguinte é o de sua vida mental. Jesus disse: ” Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mt 5:27,28). Quando uma pessoa pratica masturbação, o que se passa em sua cabeça? As cachoeiras de Paulo Afonso? Pode alguém se masturbar sem imaginar um ato sexual ou ao menos cenas sensuais? O que é que você acha? Se você pratica a masturbação, pode sua mente permanecer pura?

3. Em seguida, reflita sobre a santidade e a intenção da relação sexual no casamento. Sem sombra de dúvida, a masturbação é uma tentativa de experimentar as mesmas sensações que são atribuídas ao casamento. É um substituto do ato verdadeiro – uma farsa, uma falsificação, um dolo.

4. A masturbação é também totalmente egocêntrica. Uma das características do egocentrismo é a auto-indulgência. Paulo descreve o modo de vida de quem é controlado por Satanás, dizendo: “Todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos” (Ef 2:3).

5. Finalmente, a masturbação pode nos levar à escravidão. Quando uma pessoa é dominada por uma indulgência carnal, ela peca. “Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências” (Rm 6:12). Paulo também diz: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convém. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas” (I Co 6:12). Você é escravo da masturbação?

Reflita sobre os cinco enunciados acima, para determinar se, para você, a masturbação é pecado.

Liberte-se!

O impulso sexual é uma parte normal, dada por Deus, de qualquer homem ou mulher saudável. Envergonhar-se disto é duvidar da bondade de Deus para conosco. Abusar dele é contrariar a graça que Deus tenciona para nós. Ele nos criou com muitos impulsos e desejos, que podemos desenvolver ou usar de maneira errada. Como um deles, o impulso sexual ativa ou destrói os relacionamentos, de acordo com seu controle e aplicação.

A masturbação é um problema comum. Não devemos ter medo de conversar sobre ela nem de ajudar as pessoas a superá-la. Homens e mulheres acham que é um hábito igualmente opressivo, e buscam ajuda para a superação do problema. Compaixão, e não condenação, deve ser nossa resposta.

Minha conclusão é que a masturbação não deve fazer parte da vida do crente. I Coríntios 6:18-20, Gálatas 5:19 e I Tessalonicenses 4:3-7 são passagens que falam sobre a questão do uso de nossos corpos devidamente no sexo. Embora não possamos assentar todos os argumentos que dizem que a masturbação é pecado, não podemos negar que ela é resultado da lascívia e da paixão. Mas, na liberdade da graça de Deus, podemos escolher fazer o que é sagrado e direito aos olhos de Deus.

Publicado em Meditações

A instabilidade tem preço


“João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém…” Nesses versos do poema “Quadrilha”, de Carlos Drummond de Andrade, podemos perceber a complexidade dos relacionamentos. Nessa história ninguém ficou com ninguém. Quem amava não foi correspondido, não teve reciprocidade.

Se levarmos em conta a fugacidade dos relacionamentos no dia de hoje, na vida real não tem sido diferente. O que se vê é que namoros, noivados ou casamentos se iniciam e terminam na mesma velocidade da internet e da tecnologia. E com um detalhe: com ar de modernidade.

É comum ver em capas de revistas, artistas fazendo juras de amor eterno ao parceiro, porém, passados alguns meses ou até dias esses mesmos artistas retornam anunciando o término do relacionamento. Recentemente a separação de três uniões estáveis no meio artístico entre Ana Maria Braga (apresentadora do programa Mais Você, da Rede Globo) e o empresário Carlos Madrulha, a atriz Nívea Maria e o diretor Herval Rossano (união de 27 anos) e o ator Eduardo Moscovis e Roberta Richard, reacendeu a discussão sobre por quê os artistas se separam com tanta freqüência. Um dos motivos seria o fato de que “os artistas têm uma oferta abundante do fator alternativa. Têm oportunidade de conhecer muita gente, viajam muito e, com uma vida independente, acabam ficando muito tempo longe do parceiro”, explicou o psicólogo Ailton Amélio da Silva, em reportagem à revista IstoÉ Gente (Edição 174, de 4 de dezembro de 2002). Na mesma reportagem o psicanalista Luís Alberto Py, especialista em relacionamentos familiares, esclareceu que outro motivo que ameaça a união seria o nascimento dos filhos. “É comum que, depois de amamentar, a mãe libere o hormônio prolactina, diminuindo sua libido, e se afaste do marido”.

Contudo, o curioso, é que isso não acontece somente com ricos e famosos, mas também com os anônimos. Pessoas comuns que convivem com a gente, passa por nós e que têm a mesma história. A instabilidade nos relacionamentos, especialmente nos casamentos, pode ser percebida em todos as camadas sociais. E um agravante a mais: as pessoas parecem estar perdendo a noção de moral e conduta, em nome do prazer e da felicidade imediata.

Eis a questão

Uma pergunta que todo mundo quer saber a resposta: Por que tantas pessoas estão se separando? O que estaria acontecendo? Respondendo a IstoÉ Gente o psicólogo Ailton Amélio, disse ser “cinco os fatores que levam alguém a manter ou não um relacionamento: a relação custo e benefício da relação, que gera o grau de satisfação; as alternativas disponíveis, que incluem outras pessoas além do cônjuge; o investimento que terá de fazer para ficar com o parceiro; as barreiras externas e a seleção do companheiro.”

O que espanta, porém, é que os motivos que fazem com que muitos deixem o parceiro em troca de outro, muitas vezes, são os mais fúteis possíveis, como por exemplo, “não gosto da comida que ela faz” ou “ele não se veste bem”. Por trás desses motivos também estão a paixão passageira, a vingança e a “busca por novas aventuras”. Não será nenhum exagero dizer que muitas pessoas fazem de seus relacionamentos uma verdadeira ciranda amorosa.

Uma paráfrase

João amava Maria, que não o amava, mas amava outro. Este outro não a quis, e voltou então para João. O tempo passou. A paixão esfriou, João a abandonou e com outra se casou. Maria, por sua vez, que nunca amara João, se casou com Joaquim que também não a amava.

Parece brincadeira, uma ficção, mas não é. Parafraseando o texto de Drummond, esta é a realidade que encontramos em nossos dias. Uma verdadeira ciranda amorosa, onde no final ninguém se dá bem. Esse é o preço que se paga pela instabilidade.

Ana Paula Costa
redacao@lagoinha.com

Publicado em Meditações

Uma ciranda amorosa


“João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém…” Nesses versos do poema “Quadrilha”, de Carlos Drummond de Andrade, podemos perceber a complexidade dos relacionamentos. Nessa história ninguém ficou com ninguém. Quem amava não foi correspondido, não teve reciprocidade.

Se levarmos em conta a fugacidade dos relacionamentos no dia de hoje, na vida real não tem sido diferente. O que se vê é que namoros, noivados ou casamentos se iniciam e terminam na mesma velocidade da internet e da tecnologia. E com um detalhe: com ar de modernidade.

É comum ver em capas de revistas, artistas fazendo juras de amor eterno ao parceiro, porém, passados alguns meses ou até dias esses mesmos artistas retornam anunciando o término do relacionamento. Recentemente a separação de três uniões estáveis no meio artístico entre Ana Maria Braga (apresentadora do programa Mais Você, da Rede Globo) e o empresário Carlos Madrulha, a atriz Nívea Maria e o diretor Herval Rossano (união de 27 anos) e o ator Eduardo Moscovis e Roberta Richard, reacendeu a discussão sobre por quê os artistas se separam com tanta freqüência. Um dos motivos seria o fato de que “os artistas têm uma oferta abundante do fator alternativa. Têm oportunidade de conhecer muita gente, viajam muito e, com uma vida independente, acabam ficando muito tempo longe do parceiro”, explicou o psicólogo Ailton Amélio da Silva, em reportagem à revista IstoÉ Gente (Edição 174, de 4 de dezembro de 2002). Na mesma reportagem o psicanalista Luís Alberto Py, especialista em relacionamentos familiares, esclareceu que outro motivo que ameaça a união seria o nascimento dos filhos. “É comum que, depois de amamentar, a mãe libere o hormônio prolactina, diminuindo sua libido, e se afaste do marido”.

Contudo, o curioso, é que isso não acontece somente com ricos e famosos, mas também com os anônimos. Pessoas comuns que convivem com a gente, passa por nós e que têm a mesma história. A instabilidade nos relacionamentos, especialmente nos casamentos, pode ser percebida em todos as camadas sociais. E um agravante a mais: as pessoas parecem estar perdendo a noção de moral e conduta, em nome do prazer e da felicidade imediata.

Eis a questão

Uma pergunta que todo mundo quer saber a resposta: Por que tantas pessoas estão se separando? O que estaria acontecendo? Respondendo a IstoÉ Gente o psicólogo Ailton Amélio, disse ser “cinco os fatores que levam alguém a manter ou não um relacionamento: a relação custo e benefício da relação, que gera o grau de satisfação; as alternativas disponíveis, que incluem outras pessoas além do cônjuge; o investimento que terá de fazer para ficar com o parceiro; as barreiras externas e a seleção do companheiro.”

O que espanta, porém, é que os motivos que fazem com que muitos deixem o parceiro em troca de outro, muitas vezes, são os mais fúteis possíveis, como por exemplo, “não gosto da comida que ela faz” ou “ele não se veste bem”. Por trás desses motivos também estão a paixão passageira, a vingança e a “busca por novas aventuras”. Não será nenhum exagero dizer que muitas pessoas fazem de seus relacionamentos uma verdadeira ciranda amorosa.

Uma paráfrase

João amava Maria, que não o amava, mas amava outro. Este outro não a quis, e voltou então para João. O tempo passou. A paixão esfriou, João a abandonou e com outra se casou. Maria, por sua vez, que nunca amara João, se casou com Joaquim que também não a amava.

Parece brincadeira, uma ficção, mas não é. Parafraseando o texto de Drummond, esta é a realidade que encontramos em nossos dias. Uma verdadeira ciranda amorosa, onde no final ninguém se dá bem. Esse é o preço que se paga pela instabilidade.

Ana Paula Costa
redacao@lagoinha.com

Publicado em Meditações

Faziam sexo para agradar o parceiro …


Grupo estuda por que pessoas fazem sexo

por Diário da Notícia

Depois de compilar uma lista exaustiva das 237 razões que levam as pessoas a fazer sexo, um grupo de pesquisadores descobriu que homens e mulheres jovens vão para cama por razões que são basicamente as mesmas – e que têm mais a ver com desejo do que com amor.

Rapazes e garotas que freqüentam a universidade concordaram em relação às principais razões de fazer sexo: sentiram-se atraídos pela outra pessoa, queriam experimentar prazer físico e “era gostoso”, de acordo com o estudo publicado na edição deste mês da revista científica “Archives of Sexual Behavior”. Expressar amor e afeição também está entre as 10 principais razões para homens e mulheres, mas ela ficou para trás diante da vencedora: “Eu me senti atraído(a) pela pessoa”.

Os pesquisadores da Universidade do Texas passaram cinco anos estudando a questão. “As conclusões refutam vários estereótipos, como os que dizem que os homens só querem sexo por causa do prazer físico e as mulheres querem amor”, disse Cindy Meston, professora de psicologia clínica. “Não é o que os meus achados mostram.”

“Quanto mais comparamos homens com mulheres, mais vemos semelhanças”, disse Irwin Goldstein, diretor de medicina sexual do Hospital Alvarado, em San Diego (Califórnia, EUA). Goldstein, que não participou do estudo de Meston, afirma que os resultados fazem muito sentido e dão apoio a evidências crescentes de que as chamadas grandes diferenças entre os gêneros só existem para valer entre pessoas com problemas sexuais.

Meston e seu colega David Buss inicialmente perguntaram a 444 homens e mulheres — com idades entre 17 anos e 52 anos — quais eram as razões pelas quais as pessoas fazem sexo. As respostas variavam de “É divertido”, no quarto lugar entre homens e no oitavo entre mulheres, a “Eu queria transmitir uma doença a alguém”, a última entre as mulheres.

Com essa lista em mãos, Meston e Buss pediram que 1.549 alunos de psicologia na universidade fizessem um ranking dessas razões, numa escala de um a cinco, levando em conta como elas se aplicavam à sua experiência de vida. “Nenhuma das diferenças entre os sexos foi muito grande”, disse Meston. “Os homens tendiam a ser mais oportunistas em relação ao sexo; assim, se havia uma chance de ir para a cama, eles a agarravam com um pouco mais de disposição que as mulheres. E elas tendiam mais a fazer sexo porque sentiam a necessidade de agradar o parceiro.”

Reportagem por
Diário da Notícia

Publicado em Meditações

Salma Hayek: “não gosto do jeito como a Bíblia vê as mulheres”


Atriz Salma Hayek critica sexualidade bíblica

por Viviana Chaves

A edição de maio da revista Marie Claire americana está causando polêmica nos Estados Unidos. O veículo publicou uma entrevista com a atriz mexicana Salma Hayek, na qual ela revela não ser fã da Bíblia cristã.

A atriz declarou que detesta a forma como a Bíblia se refere às mulheres. Para ela, o livro trata o grupo feminino com desrespeito.

Apesar das críticas, Hayek disse que acredita em Deus e em Jesus Cristo, no entanto sempre teve problemas com as Sagradas Escrituras.

Além de achar que a Bíblia desrespeita as mulheres, a mexicana entende que o livro trata o sexo como algo “sujo”.

“Não gosto do jeito como a Bíblia vê as mulheres, com esse negócio da Virgem Maria ter concebido uma criança sem fazer sexo. Então, se você concebe uma criança tendo feito sexo, há uma mensagem subliminar de que há algo sujo nisso”, diz em trecho da entrevista.

Segundo a atriz, “a possibilidade de criar outra vida deve lembrar às mulheres de que elas são criadoras e que foram feitas à semelhança de Deus. Não há nada mais importante do que criar outro ser humano. É por isso que nós somos divinos”, completou Salma Hayek.

Reportagem por
Viviana Chaves

Publicado em Meditações

Fornicação … vc sabe o que é?


O dicionário Silveira Bueno define como sendo PRATICAR ATO SEXUAL . O Dicionário VINE define assim : INTERCURSO SEXUAL ILICITO. FORNICAÇÃO, quem comete? Todo aquele que pratica relação sexual fora do casamento. Ou seja : NAMORADOS E NOIVOS não podem cometer o ato sexual pois senão serão fornicadores. O que a Bíblia fala a respeito dos fornicadores? AP 21:8 – Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.

Casais que moram juntos sem estarem oficialmente casados , também estão em fornicação. Se a pessoa morre em fornicação ela vai para o inferno. Se Jesus voltar o fornicador NÃO É arrebatado

Infelizmente , muitas igrejas atuais estão preocupadas com a quantidade , com os números .

Miquéias 3:11 – Os seus chefes dão as sentenças por suborno, e os seus sacerdotes ensinam por interesse, e os seus profetas adivinham por dinheiro; e ainda se encostam ao SENHOR, dizendo: Não está o SENHOR no meio de nós? Nenhum mal nos sobrevirá.

Dançam, cantam, representam, a emoção toma conta e ate choram, promovem políticos e falam o que os dizimistas e ofertantes querem ouvir e não o que A Palavra de Deus manda falar. Ensinar e exortar são coisas que estão desaparecendo em nossas igrejas e cada dia mais e mais palavras que promovem pecados, que tranquilizam o pecador ensinando que estamos no tempo da Graça e que o Senhor Jesus entende, tem feito um em numero de cristão ruírem na fé.. Quando eu estava em erro , caindo nas armadilhas de sites pornográficos e bate papo acesse meu testemunho de como fui liberto disso (LIBERTO DA ESCRAVIDÃO SEXUAL)

http://www.centralgospel.com.br/gospel/testemunhos/testemunhos_show.asp?id=783&cat=2

Comentando com um amigo eu disse assim para ele durante uma vigília: Pois é se eu não me arrependesse o Senhor me deixaria ir para o inferno, ao terminar de dizer isso pude ouvir nitidamente a voz do Espírito Santo : ESTA ENGANADO , SE VOCE NÃO SE ARREPENDESSE AINDA O SENHOR TE BUSCARIA ATRAVÉS DA DOR. Eu fiquei perplexo e imediatamente me veio todo um embasamento bíblico:

O segredo para essa restauração??? Humilhar-se, lembrar onde caiu. AP 2:5 – Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.Vemos algo semelhante que aconteceu com Roboão

2CR 12:1 – SUCEDEU que, havendo Roboão confirmado o reino, e havendo-se fortalecido, deixou a lei do SENHOR, e com ele todo o Israel. Olha só, Roboão era rei , ganhou muitas bênçãos , continuava a ir na igreja, fazia culto para Deus , dava ofertas para DEUS. MAS, ESTAVA DESVIADO, DENTRO DA IGREJA E FEZ TODO POVO DESVIAR.

QUANDO UM LIDER PERDE A VISÃO DE DEUS

Quando um líder perde a visão de Deus , todo povo o segue, infelizmente está acontecendo com numerosas igrejas(talvez por causa do dinheiro). Deus percebeu que Roboão desviou e enviou um profeta para avisar que iria castiga-lo . Deus sempre envia um profeta com uma palavra antes de enviar o castigo. Após o profeta terminar a mensagem o Rei Roboão que poderia mandar prender o profeta e dizer que o profeta estava mentindo, preferiu abaixar cabeça e reconhecer o profeta como emissário de Deus e disse que Deus estava certo em castiga-lo pois realmente ele havia pecado. Imediatamente Deus fala com profeta para dizer a Roboão que pelo fato dele reconhecer seu erro e se humilhar, Deus não iria mais castiga-lo e pelo contrario iria ajuda-lo a vencer os inimigos. 2CR 12:5 – Então veio Semaías, o profeta, a Roboão e aos príncipes de Judá que se ajuntaram em Jerusalém por causa de Sisaque, e disse-lhes: Assim diz o SENHOR: Vós me deixastes a mim, por isso também eu vos deixei na mão de Sisaque. 2CR 12:6 – Então se humilharam os príncipes de Israel, e o rei, e disseram: O SENHOR é justo. 2CR 12:7 – Vendo, pois, o SENHOR que se humilhavam, veio a palavra do SENHOR a Semaías, dizendo: Humilharam-se, não os destruirei; antes em breve lhes darei algum socorro, para que o meu furor não se derrame sobre Jerusalém, por mão de Sisaque.

ESTE É O GRANDE SEGREDO, NÃO PROCURAR JUSTIFICATIVAS .

HUMILHAR-SE

2CR 7:14 – E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. TG 4:8 – Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações. TG 4:9 – Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza. TG 4:10 – Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.

Versão Bíblia Viva TG 4:8 E quando vocês se achegarem à Deus , Ele se achegará a vocês . Lavem as mãos , pecadores e permitam que os seus corações se encham somente com Deus, a fim de torna-los puros e fiéis a Ele. TG 4:9 Haja lágrimas pelas coisas erradas que vocês fizeram. Haja arrependimento e aflição sincera. Haja tristeza em vez de riso, e desgosto em vez de alegria. TG 4:10 E então quando vocês sentirem a sua indignidade diante do Senhor, Ele levantará , animará e ajudará vocês.

E se eu não quiser me humilhar , O Senhor Jesus Cristo vai me abandonar???

Não acredito pois na verdade nós abandonamos a Deus mas Deus não nos desampara. Acredito que quando não nos humilhamos Deus vai agir de outra maneira: HB 12:5 – E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do SENHOR, E não desmaies quando por ele fores repreendido; HB 12:6 – Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho. HB 12:7 – Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? HB 12:8 – Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos. HB 12:9 – Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos? HB 12:10 – Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. HB 12:11 – E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela. HB 12:12 – Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, HB 12:13 – E fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado. HB 12:14 – Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;

Exemplo de correção na Bíblia : Deus da um tempo para a pessoa se arrepender , se a pessoa não se arrepende vem as desgraças “E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu.”22 Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras. 23 E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda as mentes e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras. APOCALIPSE 2:21 a 23 Palavras de Jesus

Davi peca e quem morreu foi seu filhinho 2SM 12:15 – Então Natã foi para sua casa; e o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera a Davi, e adoeceu gravemente. 2SM 12:18 – E sucedeu que ao sétimo dia morreu a criança; e temiam os servos de Davi dizer-lhe que a criança estava morta, porque diziam: Eis que, sendo a criança ainda viva, lhe falávamos, porém não dava ouvidos à nossa voz; como, pois, lhe diremos que a criança está morta? Porque mais lhe afligiria.

O Senhor Jesus adverte a igreja de Tiatira com relação a uma mulher membro da igreja de Tiatira e que ela estava ensinando aos membros da igreja que não existe pecado Em cair em adultério, em fornicação, que Jesus entende!!! O Senhor Jesus manda um recado direto para ela:AP 2:20 – Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. AP 2:21 – E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu. AP 2:22 – Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras. AP 2:23 – E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.

Ela ensinava o pessoal as coisas erradas como sendo certo, Você conhece alguém assim?

Jesus , o próprio Jesus diz que vai MATAR OS FILHOS DELA Pois Ele deu tempo para ela se arrepender e ela não quis se arrepender AP 2:20 – Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. AP 2:23 – E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.

A natureza do ser humano qual é ? Rir bastante enquanto ta tudo bem kkkkkkkkkkk heheheheheheheh rsssssssssssss e chorar muito quando PERDE UM ENTENDE QUERIDO.

QUEM VOCÊ VAI TER QUE PERDER ?

Luiz Carlos Aquino
JESUS CRISTO – Rio de Janeiro
luizcarlosaquino@yahoo.com.br