Publicado em Meditações, News

Matar por “compaixão” pode?


Quando pensamos ou escrevemos sobre este tema, podemos trilhar nos limites da compreensão sobre a vida. Nos limites da interferência humana-divina. A ordem, e não uma sugestão, é não matar! Não dá uma chance de escolhermos ou pesarmos. A ordem é não mate o seu próximo. A ordem é ame o seu próximo, mesmo que se levante como seu inimigo. Muitos cristão em épocas remotas, tentaram condicionar esta ordem dando uma outra interpretação em que  poderíam, em nome de Deus, matar pessoas de outras religiões.

Como que você interpreta: “Não mate outro humano como você!”

Será que matar por “compaixão” pode?

Leia comigo esta reportagem:

Autor: Matthew Cullinan Hofman

Roma, 9 de fevereiro de 2009 (LifeSiteNews.com) — Eluana Englaro morreu apenas quatro dias depois que os médicos começaram uma redução “gradual” de sua alimentação e fluídos com o propósito de causar a morte dela.

O anúncio foi feito pelo Ministro da Saúde da Itália no Senado italiano, que estava debatendo um projeto de lei que salvaria a vida de Englaro.

Embora nenhuma causa de morte tenha sido anunciada, as primeiras notícias indicaram que os nutrientes que Englaro recebia estavam sendo substituídos por uma dose pesada de sedativos. Medicação paliativa em doses elevadas pode provocar morte prematura.

As notícias vieram depois de declarações públicas do médico de Englaro de que ela estava gozando uma saúde quase perfeita durante os 16 anos após o acidente de carro com ela em 1992, o qual a deixou confinada a um leito e em mínimo estado de consciência. Ela tinha 38 anos de idade.

Embora a eutanásia seja ilegal na Itália e as funções físicas de Englaro não dependessem de máquinas, o pai dela recebeu uma decisão da corte máxima de apelos da Itália em 2008 permitindo-lhe remover fluído e nutrição a fim de matá-la. A decisão se baseou na noção de que a alimentação e a água constituem “tratamento médico”, que pode ser negado conforme a decisão do paciente.

O pai de Englaro afirma que sua filha não gostaria de viver como um “vegetal”.

A decisão de permitir a morte de Englaro por desidratação foi encarada com protestos em toda a Itália no final de semana e durante as últimas semanas. O governo italiano sob o primeiro-ministro Silvio Berlusconi tentou aprovar uma lei emergencial por meio do Parlamento italiano para salvar a vida de Englaro depois que uma tentativa anterior foi bloqueada pelo presidente da Itália, um ex-comunista. Contudo, o projeto de lei ainda estava em andamento quando a morte de Englaro foi anunicada.

Bobby Schindler, irmão de Terri Schindler, comentou com LifeSiteNews.com sobre a morte de Eluana dizendo: “Estou triste de saber sobre Eluana. Nossa família chora por ela”. Ele acrescentou que ele ficou “surpreso com a rapidez com que ela morreu”.

Alex Schadenberg da entidade Coalizão Internacional de Prevenção à Eutanásia denunciou a morte de Englaro e expressou perplexidade com a morte rápida dela.

“Matar intencionalmente uma pessoa de desidratação desumaniza-a porque lhe nega o cuidado básico que é devido a uma pessoa humana. Transforma tal pessoa em objeto”, disse ele para LifeSiteNews. “Todos merecem cuidados básicos, que incluem alimentação, fluídos e aconchego enquanto for necessário para sustentar a vida. Isso não é tratamento extraordinário”.

“Fazemos uma pergunta: como foi que ela realmente morreu? Não era possível que em tão poucos dias ela morresse de desidratação”, acrescentou ele.

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: LifeSiteNews

Anúncios

Autor:

Pastor Titular da Igreja Caminhar em Cristo em Curitiba/PR - Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s