Publicado em Sermões e Esboços

Jesus é o Bom Pastor


pulpitoJoão 10:11-18

Existe um mistério divino que nos toca a essa altura do ano, Jesus, o Bom Pastor é lembrado por sua transformação em cordeiro pascal que foi morto pelos pecados do mundo.

Inversamente um milagre estranho acontece igualmente nos fiéis. Nós, que somos ovelhas deste Bom Pastor somos convidados juntamente com ele em nos tornarmos líderes, em pastores das ovelhas perdidas e enviá-las para casa.

Mas antes de nos tornarmos nós pastores, devemos nos tornar em ovelhas e temos sim que seguir a voz do “Bom Pastor”.

Nós não ouvimos falar muito sobre grandes seguidores -, mas que esta é a principal atividade para a qual somos chamados. Jesus disse, “Siga-me!”

Mas, porque é que devemos seguir Jesus, mesmo sendo pastores?

Esta é uma causa justa e um devíamos perguntar.

Anteriormente Jesus critica os fariseus, por não serem bons líderes e trazendo grande prejuízo para o povo.

Jesus condena-os como maus pastores – pastores que machucam e destroem as ovelhas. Não é tão diferente de hoje, atualmente, há denúncias de abusos de poder.

E agora, como lidar com os danos líderes espirituais?

Tenho recebido vários emails contando coisas absurdas sobre pastores, profetisas, etc.

Talvez alguns de vocês já sofreram danos nas mãos de líderes espirituais.

Se você está tão hesitante para seguir alguém, basei-se na interpretação de Jesus.

Porque devemos pensar que Jesus seja confiável?

Verifique que Jesus está consciente dos danos que os fariseus tinha feito para o povo judeu e danos que tem sido feito para nós, ainda hoje.

Então, ele denuncia, porque ele é o Bom Pastor, por isso que ele é confiável.

 

1. Ele é bom por causa do seu sacrifício. (versos 11,13)

Esta é a ação definitiva de Cristo que comprova sua bondade. É o que ele define para além de todos os outros líderes.

No AT pastores contratados, tinham nas suas mãos as responsabilidades sobre as ovelhas, porém não foram responsáveis pela perda de animais selvagens (Êxodo 22:13).

Trabalharam por um salário e não pelas ovelhas por isso eles não se arriscaram as suas vidas ou membros das suas famílias para mantê-los seguros, pelo menos não da forma como o Bom Pastor fez.

Os fariseus eram estes covardes pastores, que queriam apenas seus salários, mas não quiseram pagar o preço. (Jeremias 23:1, Ezequiel 34:6)

Líderes espirituais cujos objetivos eram de cuidar de si mesmos, não irão fazer sacrifícios porque custa-lhes algo que não pretendem pagar. Jesus não está olhando para eles, Ele está olhando para nós e por isso ele faz sacrifícios que custou-lhe tudo.

 

2. Ele é bom porque ele é familiar (versos 14,15).

Hoje, fala-se de números e lucro.

Esse é o modo como Jesus cuida de nós? Ele não nos tratar como um número ou um possível lucro, ele conhece cada um de nós pessoalmente.

Mateus 10:29-31 diz-nos que até os cabelos da nossa cabeça estão contados. Imagino Cristo como um pastor pode conhecer cada um de nós pelo nome, verificando cada ovelha, no final do dia, e colocando bandagens em todos os lugares onde estamos feridos.

Ele nunca se esquece de verificar e consertar nossas vidas, quantas vezes forem necessárias.

Acho que estamos muitas vezes com medo de seguir o Bom Pastor, por pensar que seremos um número nos aglomerados cristãos, ou como apenas mais um hipócrita cristão.

Acho que o principal receio para muitos é que eles iriam perder um sentido de unicidade, um sentimento de identidade, o seu próprio senso de valor.

Cristo conhece o seu valor, porque ele os criou. E eu vou acrescentar que somente em Cristo, você percebe o seu pleno potencial e realiza o seu pleno potencial.

Cristo é bom porque ele sabe do que você e eu precisamos, por isso Ele se sacrificou por todos nós.

 

3. Ele é bom porque ele traz unidade (verso 16)

Enquanto Deus conhece cada um de nós, pessoalmente, ele quer ter muitos de nós conhecendo-O.

Ele não pára de procurar e encontrar e recolher suas ovelhas perdidas.

Ele quer expandir o seu amor a todas as pessoas.

Esta é a razão pela qual qualquer doutrina que limita o trabalho expiatório de Deus é totalmente contra Deus. Ela afirma que o amor de Deus não é para todos, que o seu alcance não é capaz de salvar todos, que seu trabalho está limitado a alguns.

Deus quer reunir todos e unir todos em um local – em uma família da fé (uma igreja).

Esta missão nos é cobrada em Mateus 28:19, “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.”

Cristo está preocupado com a salvação de todos, ele veio e morreu para o perdido.

O que é que estamos dispostos a fazer?

 

4. Ele é bom por causa da sua eternidade (versos 17 e 18).

A melhor parte sobre o Bom Pastor é que isso nunca muda. Eternamente Ele é o nosso sacrifício pelo pecado, ele vive eternamente e conhece e está intimamente ligado com a gente.

Hebreus 13:8 nos lembra que Jesus é o mesmo ontem, hoje e para sempre, o que significa que seu sacrifício dura para sempre, sabendo sempre, sempre unidos, sempre.

Isto significa que não existe um pecado muito grande para o seu sacrifício, nunca um ultrapasse o seu poder, para que você se torne familiarizado com ele, nunca com discórdias do que ele não poderia trazer, nunca limitado ao poder humano.

Hoje, o pastor está chamando você, chamando o seu nome, não vai chegar a ele porque ele é bom e porque ele é bom para toda a eternidade.

Anúncios

Autor:

Pastor Titular da Igreja Caminhar em Cristo em Curitiba/PR - Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s