Publicado em Sermões e Esboços

AGUARDANDO A MANIFESTAÇÃO DE CRISTO


Pelo Rev. James McRobbie

O próximo grande evento no programa neste mundo é a volta do nosso Senhor.

Aquele que veio uma vez está para voltar. A primeira razão por que devemos esperá-Lo é por causa de Suas próprias palavras: “Voltarei” (João 14:3). A segunda razão é que os anjos o declararam: “Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu, assim virá do modo como o vistes subir” (Atos 1:11). Em  terceiro lugar, foi o tema glorioso dos apóstolos e profetas: “O Senhor mesmo descerá dos céus” (I Ts 4:16); “Aguardando a bendita esperança” (Tito 2:13);  “Eis que vem com as nuvens” (Ap 1:7).

Uma das razões porque alguns não terão fé quando o Senhor voltar será por causa da falta de paciência para “esperar” e “vigiar” por Ele. A Bíblia indica que Sua vinda pode ser retardada embora nem por isso seja menos certa. Na forma de parábola a Palavra afirma que quando o Senhor da vinha demorou-se, os servos começaram a perder o ânimo e a fé e passaram a se interessar por assuntos temporais.

A primeira coisa essencial no vigiar e esperar é que não devemos nos empolgar com as coisas terrenas. Aqueles que quiserem ser encontrados vigiando e prontos quando Ele voltar não devem estar vivendo uma vida egoísta e carnal que procura sempre: “O que comerei e beberei e com o que eu me divertirei”? Infelizmente, este é o pensamento central por toda parte na cristandade hoje. A tendência atual é para o sensual e para o presente ao invés de ser para o espiritual e o eterno. Conseqüentemente o cristianismo tem se tornado em grande parte uma questão apenas de formalismo.

Jesus está voltando para reaver este mundo. A oração constante e esperança da igreja sempre foi o reino vindouro. “Venha o Teu reino.” Este mundo arruinado vai reaver sua beleza primitiva. A visão de uma era vindoura de justiça quando Cristo reinará tem estimulado a Igreja de todas as gerações a vigiar pacientemente.

Entre os anciãos romanos era costume, em certos lugares, manter vigilantes.  Um soldado romano ficava de guarda durante três horas e então um outro vinha e o substituía por mais três horas e assim por diante. A Igreja verdadeira de hoje está na sucessão de uma longa seqüência de vigias. Deus tem mudado os vigias mas a vigilância permanece.

Aqueles que estão nos muros de Sião hoje serão menos fiéis do que seus heróicos predecessores? Sua visão ficará obscurecida pela névoa de imoralidade e a sedução desgraçante deste mundo? Seus ouvidos deixarão de ouvir os avanços do inimigo por causa do som da orgia e da alegria impura? Eles serão covardes, preguiçosos, e temerosos ou ficarão atentamente alertas como os valentes de antigamente?

Lembremo-nos disto: Cristo virá quer O aguardemos ou não! Que os membros da Igreja redimida de Deus sejam fiéis no seu posto de dever, testemunhando, esperando, vigiando, e buscando o glorioso aparecimento do Filho de Deus!

Coluna de Fogo – Ilhas Britânicas

Anúncios

Autor:

Pastor Titular da Igreja Caminhar em Cristo em Curitiba/PR - Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s